Estratégias de irrigação com águas salinas e adubação nitrogenada no cultivo da mamoneira

  • Geovani Soares de Lima UFCG
  • Reginaldo Gomes Nobre
  • Hans Raj Gheyi
  • Lauriane Almeida dos Anjos Soares
  • Jutahy Jorge Elias
  • Felipe Luênio de Azevedo

Abstract

Objetivou-se avaliar a concentração de potássio, sódio e a produção na mamoneira cv. BRS Energia, em função da irrigação com águas salinizadas e adubação nitrogenada nas diferentes fases fenológicas, em experimento conduzido em lisímetros de drenagem sob condições de campo no Centro de Ciências e Tecnologias Agroalimentar da Universidade Federal de Campina Grande. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, arranjados em esquema fatorial 5x2x2, constituídos pela combinação de cinco níveis de condutividade elétrica da água de irrigação - CEa (0,3; 1,2; 2,1; 3,0 e 3,9 dS m-1), duas doses de nitrogênio-DN (100 e 160 mg  kg-1 de solo) e duas fases fenológicas (vegetativa e formação da produção - floração e frutificação). A concentração de potássio e sódio nas folhas, caule e raízes da cv. BRS Energia foram mensuradas aos 120 dias após o semeio. O aumento dos níveis de salinidade da água elevou a concentração de sódio nas folhas, caule e raízes, sendo o efeito variável de acordo com os estádios de desenvolvimento. A maior concentração de K+ nas folhas, caule e raízes foi obtida quando se irrigou com água de CEa de 0,3; 1,8 e 0,3 dS m-1 respectivamente. Os diferentes níveis de CEa afeta de forma negativa a produção, independente da fase de desenvolvimento. Doses crescentes de N e a interação entre os fatores estudados não interferiram sobre a concentração de K+ e Na+ em nenhuma parte avaliada.

Irrigation strategies with salt waters and nitrogen fertilization in plant castor bean

Abstract: Thus, the aim of this study was to evaluate the concentration of potassium and sodium in the castor bean cv. BRS Energia as a function of irrigation water salinity and nitrogen fertilization in different phenological phases in an experiment conducted in drainage lysimeters under field conditions, at the Centro de Ciências e Tecnologias Agroalimentar da Universidade Federal de Campina Grande. The experimental design was in a randomized block with 20 treatments arranged in a factorial 5 x 2 x 2, constituted by the combination of five levels of electrical conductivity of irrigation water - ECw (0.3, 1.2, 2, 1, 3.0 and 3.9 dS m-1), two nitrogen doses-DN (100 and 160 mg kg-1 of soil) and two phenological stages (vegetative and formation of production - flowering and fruiting). The concentration of sodium and potassium in the leaves, stem and roots of cv. Energia BRS were measured at 120 days after sowing. The increased levels of salinity increased the sodium concentration in the leaves, stems and roots, and the effect varied according to the developmental stages. The highest concentration of K+ in the leaves, stem and roots was obtained when irrigated with water of ECw of 0.3, 1.8 and 0.3 dS m-1 respectively. The different levels of ECw negatively affect the production, independent of the development phase; Increasing doses of N and the interaction between the factors studied did not interfere in the concentration of K+ and Na+ in any part.

Downloads

Download data is not yet available.

References

AMOR, F. M. del. RUIZ-SANCHEZ, M. C.; MARTINEZ, V.; CERDA, A. Gás exchange, water relations, and ions concentrations of salt-stressed tomato and melon plants. Journal of Plant Nutrition, v.23, p.1315-1325, 2000.

CAVALCANTI, M. L. F.; FERNANDES, P. D.; GHEYI, H. R.; BARROS JÚNIOR, G.; SOARES, F. A. L.; SIQUEIRA, E. C. Tolerância da mamoneira BRS 149 à salinidade: Germinação e características de crescimento. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.9, p.57-61, 2005.

CLAESSEN, M. E. C. (Org.). Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. rev. atual. Rio de Janeiro: Embrapa‑CNPS, 1997. 212p. (Embrapa‑CNPS. Documentos, 1).

FERREIRA-SILVA, S. L.; SILVEIRA, J. A. G.; VOIGT, E. L.; SOARES, L. S. P.; VIÉGAS, R. A. Changes in physiological indicators associated with salt tolerance in two contrasting cashew rootstocks. Brazilian Journal of Plant Physiology, v.20, p.51-59, 2008.

FREIRE, R. M. M. Ricinoquímica. In: AZEVEDO, D. M. P. de; LIMA, E. F. (eds.). O agronegócio da mamona no Brasil. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2001. cap. 13, p. 295-336.

GORHAM, J. TOMAR, O.S.; WYN JONES, R.G. Salinity induced changes in the chemical composition of Leucaena leucocephala and Sesbania bizpinosa. Journal of Plant Physiology, v.132, p. 678–682, 1988.

GULZAR, S.; KHAN, M.A.; UNGAR, I.A. Salt tolerance of a coastal salt marsh grass. Soil Sci. Plant Ana, v.34, p. 2595-2605, 2003.

LIMA, G. S.; NOBRE, R. G.; GHEYI, H. R.; SOARES, L. A. A.; LOURENÇO, G. S. Resposta da mamoneira cv. BRS Energia a diferentes níveis de salinidade da água e doses de nitrogênio. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.7, p.79-87, 2012.

MANSOUR, M. M. F.; SALAMA, K. H. A.; AL-MUTANA, M. M. Transport of protein and salt tolerance in plants. Plant Science, v.146, p.891-900, 2003.

MARINHO, A. B.; MOREIRA, L. G.; VIANA, T. V. A.; ALBUQUERQUE, A. H. P.; OLIVEIRA, C. W.; AZEVEDO, B. M. de. Influência da fertirrigação nitrogenada na produtividade da cultura da mamoneira. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v.4, p.31- 42, 2010.

MARSCHNER, H. Mineral nutrition of higher plants. 2. ed. London: Academic Press, 1995. 889p.

MUNNS, R. Comparative physiology of salt and water stress. Plant, Cell and Environment, v. 25, p. 239-250, 2002.

MUNNS, R.; JAMES, R. A.; LÄUCHLI, A. Approaches to increasing the salt tolerance of wheat and other cereals. Journal of Experimental Botany, v.57, p.1025-1043, 2006.

NOBRE, R. G.; SOARES, L. A. dos A.; GHEYI, H. R.; LIMA, G. S. de; LOURENÇO, G. da S.; SOARES, S. da S. Acúmulo de NPK e sódio na mamoneira sob estresse salino e adubação nitrogenada. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.17, p.1066–1073, 2013.

NOVAIS, R. F.; NEVES J. C. L.; BARROS N. F. Ensaio em ambiente controlado. In: OLIVEIRA A. J. (ed) Métodos de pesquisa em fertilidade do solo. Brasília: Embrapa-SEA. p. 189-253. 1991.

QUEIROZ, S. O. P. de.; BULL, L. T. Comportamento de genótipos de algodão herbáceo em função da salinidade do solo. Revista Irriga, v. 6, n. 2, p. 124-134, 2001.

RHOADES, J. D.; KANDIAH, A.; MASHALI, A. M. Uso de águas salinas para produção agrícola. UFPB, 2000, 117p. Estudos da FAO, Irrigação e Drenagem, 48, revisado.

SANTOS, P. R. dos; RUIZ, H. A.; NEVES, J. C. L.; FREIRE, M. B. G. S.; FREIRE, F. J. Acúmulo de cátions em dois cultivares de feijoeiro crescidos em soluções salinas. Revista Ceres, v. 56, p. 666-678, 2009.

SCHROEDER, J. I.; WARD, J. M.; GASSMANN, W. Perspectives on the physiology and structure of inward-rectifying K+ channels in higher plants: Biophysical implications for K+ uptake. Annual Review of Biophysics and Biomolecular Structure, v. 23, p.441-471, 1994.

SHI, H.; QUINTEROB, F. J., PARDOB, J. M.; ZHU, J. K. The putative plasma membrane Na+/H+ antiporter SOS1 controls long-distance Na+ transport in plants. The Plant Cell, v.14, p.466-477, 2002.

SILVA, E. N. da; SILVEIRA, J. A. G.; FERNANDES, C. R. R.; DUTRA, A. T. B.; ARAGÃO, R. M. de. Acúmulo de íons e crescimento de pinhão-manso sob diferentes níveis de salinidade. Revista Ciência Agronômica, v. 40, p.240-246, 2009.

SILVA, F. C. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília: Embrapa Comunicação para transferência de tecnologia, p. 370, 1999.

SILVA, J. V. Efeitos do CaCl2 no crescimento e acumulação de osmorreguladores em plantas de feijão-de-corda cv. Pitiúba estressadas com NaCl. 103 p. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Ceará, 1998.

SILVA, J. V.; LACERDA, C. F. de; COSTA, P. H. A. da; ENÉAS FILHO, J.; GOMES FILHO, E.; PRISCO, J. T. Physiological responses of NaCl stressed cowpea plants grown in nutrient solution supplemented with CaCl2. Brazilian Journal of Plant Physiology, v.15, p.99-105, 2003.

SILVA, S. M. S.; GHEYI, H. R.; BELTRÃO, N. E. de M.; SANTOS, J. W. dos; SOARES, F. A. L. Dotações hídricas em densidades de plantas na cultura da mamoneira cv. BRS Energia. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v.4, p.338‑348, 2009.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 3. ed. Porto Alegre: Artmed. 2009. 719 p.

VIÉGAS, R. A.; QUEIROZ, J. E.; SILVA, L. M. de M.; SILVEIRA, J. A. G.; ROCHA, I. M. A.; VIÉGAS, P. R. A. Plant growth, accumulation and solute partitioning of four Forest species under salt stress. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.7, p. 258-262, 2003.

ZENG, L.; SHANNON, M.C.; LESCH, S. M. Timing of salinity stress affects rice growth and yield components. Agricultural Water Management, v.48, p.191-206, 2001.

Published
2016-12-30
How to Cite
LIMA, G. S. DE; NOBRE, R. G.; GHEYI, H. R.; SOARES, L. A. DOS A.; ELIAS, J. J.; AZEVEDO, F. L. DE. Estratégias de irrigação com águas salinas e adubação nitrogenada no cultivo da mamoneira. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 11, n. 5, p. 161 - 167, 30 Dec. 2016.