Quality of water bodies in the extreme south of Bahia, Brazil

Authors

  • Maria Iraildes de Almeida Silva Matias Instituto Federal Baiano
  • João Victor da Silva Santos Instituto Federal Baiano
  • Rômulo Magno Oliveira Freitas Instituto Federal Baiano
  • Larissa Carolina Silva Matias Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.18378/rvads.v13i2.5467

Keywords:

Contamination, Environmental, Effluents

Abstract

Water is a natural resource indispensable to life, has enormous economic, environmental and social value, and it is fundamental to the survival of humans and ecosystems on our planet. Surface water must meet standards of quality and drinkability, and its physical, chemical and biological characteristics should meet the standards recommended by the World Health Organization. The present study aimed to evaluate the physical-chemical and biological properties of surface water of three water bodies in the Municipality of Teixeira de Freitas, Bahia. The following parameters were evaluated: BOD (Biochemical Oxygen Demand), Total Phosphorus, Total Nitrogen, Dissolved Oxygen, pH, Total Solids, Turbidity and Thermotolerant Coliforms. The evaluation showed that all of the three water bodies are contaminated and in disagreement with the limits established in CONAMA Resolution No. 357/05 for Class 2 freshwater. In addition, one of the three water bodies showed signs of eutrophication.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Maria Iraildes de Almeida Silva Matias, Instituto Federal Baiano

Possui graduação em Engenharia Agronômica, Mestrado em Ciências Agrárias e doutorado em Geologia Ambiental pela Universidade Federal da Bahia. Atua nas áreas de Conservação de solo e água, qualidade de ecossistemas, transferência de nutrientes no sistema água- solo-planta e atualmente, é Coordenadora geral de Iniciação Cientifica do IF Baiano.

João Victor da Silva Santos, Instituto Federal Baiano

Possui graduação em Licenciatura Em Química pela Universidade Estadual de Santa Cruz (2006), mestrado em Química pela Universidade Federal da Bahia (2009) e doutorado em Química pela Universidade Federal da Bahia (2012). É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano-Campus Uruçuca, ministrando a disciplina Química Geral nos cursos técnicos integrados ao ensino médio de Informática e Guia de Turismo. Atua principalmente no desenvolvimento de métodos analíticos para determinação de espécies químicas inorgânicas em meio líquido, sob forma de gás ou associada a aerossóis atmosféricos. E na organização de eventos de popularização das Ciências.

Rômulo Magno Oliveira Freitas, Instituto Federal Baiano

Graduado em Engenharia Agronômica, pela Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA). Possui Mestrado e Doutorado em Fitotecnia pela UFERSA. Atualmente é professor, bolsista Produtividade em Pesquisa e Coordenador Geral de Pós-Graduação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano. Ministra as disciplinas de agroecologia, sistemas agroflorestais, fruticultura orgânica e cultivos anuais. Atua na área de práticas culturais, com ênfase em crescimento, fisiologia de espécies cultivadas e nativas, e agroecologia.

References

APHA, AWWA, WEF. Standard Methods for examination of water and wastewater. 22nd ed. Washington: American Public Health Association; 2012, p. 1360.

AZZOLINI, J. C.; FABRO, L. F. Monitoramento da eficiência do sistema de tratamento de efluentes de um laticínio da região meio-oeste de Santa Catarina. Unoesc & Ciência, Joaçaba, v. 4, n. 1, p. 43-60, 2013.

BUZELLI, G. M.; CUNHA-SANTINO, M. B. Análise e diagnóstico da qualidade da água e estado trófico do reservatório de Barra Bonita (SP). Ambi-Agua, Taubaté, v. 8, n. 1, p. 186-205, 2013.

CARVALHO, K. Q.; LIMA, S. B.; PASSIG, F. H.; GUSMÃO, L. K.; SOUZA, D. C.; KREUTZ, C.; BELINI, A. D.; ARANTES, E. J. Influence of urban area on the water quality of the Campo River basin, Paraná State, Brazil. Brazilian Journal of Biology, v. 75, n. 4, p. 96-106, 2015.

COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO – CETESB. Qualidade das águas interiores no Estado de São Paulo. São Paulo, 2006.

COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO (CETESB). Variáveis de qualidade de água. São Paulo, 2009.

CETESB. COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. – CETESB. (2015) Significado ambiental das variáveis de qualidade das águas e dos sedimentos e metodologias analíticas de amostragem. In:_Qualidade das águas interiores no estado de São Paulo, 2015.

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Resolução nº 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Diário Oficial da União, n. 53, 18 mar. 2005, p.58-63.

CORRÊA, M. M..; KER, J. C.; BARRÓN, V.; TORRENT, J.; CURI, N.; PEREIRA, T. C. T. Caracterização física, química, mineralógica e micromorfológica de horizontes coesos e fragipãs de solos vermelhos e amarelos do ambiente tabuleiros costeiros. Rev. Bras. Ciênc. Solo, Viçosa, v. 32, n.1 p. 297-313, 2008.

CUNHA, C. de L. da N.; FERREIRA, A. P. Modelagem matemática para avaliação dos efeitos de despejos orgânicos nas condições sanitárias de águas ambientais. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.22, n.8, p. 1715-1725, 2006.

MARROTA, H.; SANTOS, R.O.; ENRICH-PRAST, A. Monitoramento limnológico: um instrument para a conservação dos recursos hídricos no planejamento e na gestão urbano-ambientais. Ambiente &Sociedade, Campinas, v.11, n.1, p.67-79, 2008.

MORUZZI, R. B. Reuso de água no contexto da gestão de recursos hídricos: impacto, tecnologias e desafios. Ciência & Tecnologia, São Paulo, v. 8, n. 3, p. 279, 2008.

NASCIMENTO, B. L. M.; GOMES, D. R. C. de S.; COSTA, G. P.; ARAUJO, S. S.; SANTOS, L. C. A. dos; OLIVEIRA, J. D. de. Comportamento e avaliação de metais potencialmente tóxicos (Cu (II), Cr (III), Pb (II) e Fe (III)) em águas superficiais dos Riachos Capivara e Bacuri Imperatriz-MA, Brasil. Engenharia Sanitária e Ambiental, Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, p. 369-378, 2015.

OLIVEIRA, C. N.; CAMPOS, V. P.; MEDEIROS, Y. Avaliação e identificação de parâmetros importantes para a qualidade de corpos d'água no semi-árido baiano. Estudo de caso: bacia hidrográfica do Rio Salitre. Química Nova, v. 33, p. 1059-1066, 2010.

PASSING, F.H.; LIMA, S.B.; CARVALHO, K.Q.; HALMEMAN, M. C. R.; SOUZA, P.C.; GUSMÃO, L.K. Monitoring of urban and rural basins: water quality of Mourão basin. Brazilian Journal Biology, v.75, n. 4, p. 158-164, 2015.

PINHEIRO, A.; SCHOEN, C.; SCHULTZ, J.; HEINZ, K. G. H.; PINHEIRO, I. P.; DESCHAMPS, F. C. Relação entre Uso do Solo e Qualidade da Água em Bacia Hidrográfica Rural no Bioma Mata Atlântica. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 19, n. 3, p.127-139, 2014.

SABINO, C. V. S.; LAGE, L. V.; NORONHA, C. V. Variação sazonal e temporal da qualidade das águas em um ponto do Córrego Gameleiras usando técnicas quimiométricas robustas Eng. Sanit. Ambiental, v.22, n.5, p. 969-983, 2017.

SARDINHA, D. de S.; CONCEIÇÃO, F. T. da; SOUZA, A. D. G. de; SILVEIRA, A.; JULIO, M. de; GONÇALVES, J. C. de S. I. Avaliação da qualidade da água e autodepuração do Ribeirão do Meio, Leme (SP). Eng. sanit. Ambiente, São Paulo, v.13, n. 3, p. 329-338, 2008.

SCORSAFAVA , M. A.; SOUZA, A. de; STOFER, M.; NUNES, C. A.; MILANEZ, T. V. Avaliação físico-química da qualidade de água de poços e minas destinada ao consumo humano. Revista do Instituto Adolf Lutz. v. 69, n.2, p.229-232, 2010.

SEI. Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. Mapas digitalizados do Estado da Bahia: base de dados. Salvador, 2004.

SIQUEIRA, G. W.; APRILE, F.; MIGUÉIS, A. M, Diagnóstico da qualidade da água do rio Parauapebas (Pará – Brasil). Acta Amazônica. v. 42, n.3, p. 413 – 422, 2012.

SILVA, A. P. S.; DIAS, H. C. T.; BASTOS, R. K. X.; SILVA, E. Qualidade da água do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) de Peti. Revista Árvore, Minas Gerais, v. 33, p. 1063-1069, 2009.

SOUZA, C. L. de; ANDRADE, C. S.; SOUZA, C. L. de; ANDRADE, C. S. Health, environment and territory: a necessary discussion in health training. Ciência & Saúde

Coletiva, v. 19, n. 10, p. 4113–4122, 2014.

SOUZA, M .M.; GASTALDINI, M. C. C. Avaliação da qualidade da água em bacias hidrográficas com diferentes impactos antrópicos. Engenharia Sanitária e Ambiental, v.19 n.3, p. 263-274, 2014.

TRINDADE, A. L. C.; ALMEIDA, K. C. de B.; LIBARBOSA, P. E.; OLIVEIRA, S. M. A. C. Tendências temporais e espaciais da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, estado de Minas Gerais. Engenharia Sanitária e Ambiental, v.22, n.1, p. 13-24, 2017.

N SPERLING, M. Estudos e modelagem da qualidade da água de rios. Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, UFMG. v.7, p. 588, 2007.

VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. 3.ed. Belo Horizonte, MG: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental - Universidade Federal de Minas Gerais, p.452, 2005.

WILBERS, G. J.; BECKER, M.; NGA, T.; SEBESVARI, Z.; RENAUD, F. G. Spatial and variability of surface water pollution in the Mekong Delta, Vietnam. Science of the Total Environment, v.485-486 p. 653-665, 2014.http://dx.doi.org/10.1016/j.scitotenv.2014.03.049.

Published

01-04-2018

How to Cite

MATIAS, M. I. de A. S.; SANTOS, J. V. da S.; FREITAS, R. M. O.; MATIAS, L. C. S. Quality of water bodies in the extreme south of Bahia, Brazil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 235–240, 2018. DOI: 10.18378/rvads.v13i2.5467. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/article/view/5467. Acesso em: 13 jul. 2024.

Issue

Section

ENVIRONMENTAL SCIENCES

Most read articles by the same author(s)