LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA ARTROPODOFAUNA EDÁFICA EM CLONE VE41 DE Eucalyptus urograndis EM ALAGOAS

  • Thales Ferreira dos Santos Universidade Federal de Alagoas
  • Mariana Oliveira Breda Universidade Federal de Alagoas
  • Maria Eugênia Vieira Xavier Universidade Federal de Alagoas
  • Elmadã Pereira Gonzaga Universidade Federal de Alagoas
  • Jakeline Maria dos Santos Universidade Federal de Alagoas
  • Camila Alexandre Cavalcante de Almeida Universidade Federal de Alagoas
  • Lucas Teles Bezerra Universidade Federal de Alagoas
  • Dallison Philipe da Silva Almeida Pontes Universidade Federal de Alagoas
Palavras-chave: armadilha de solo, análise faunística, entomologia florestal.

Resumo

O conhecimento e caracterização da artropodofauna em povoamentos florestais de Eucalyptus spp. constitui uma ferramenta essencial para o desenvolvimento do programas de Manejo Integrado de Pragas Florestais, tendo em vista a possibilidade de detecção da ocorrência de insetos, exóticos e nativos, com o potencial para se tornar pragas, além da identificação de seus respectivos inimigos naturais. Além disso, permite analisar outras funções exercidas por esses organismos no solo, tais como: reciclagem de nutrientes, controle da cadeia trófica, revolvimento das camadas do solo, dentre outras. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi realizar o levantamento e a caracterização da artropodofauna edáfica associada ao clone VE41, em povoamento florestal de Eucalyptus urograndis. O estudo foi conduzido em um povoamento florestal experimental clonal de E. urograndis, numa área de aproximadamente 2,5 ha, localizada no Campus de Engenharias e Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas no município de Rio Largo, Alagoas. Para o levantamento, foram realizadas coletas mensais com armadilha de solo tipo pitfall nas entrelinhas do clone VE41, utilizando-se cinco armadilhas/coleta, no período de dezembro/2017 a dezembro/2018, com avaliações realizadas sete dias após a instalação das armadilhas em campo. Durante o levantamento foram coletados 890 indivíduos, distribuídos em 11 ordens e 42 famílias. As ordens Coleoptera, Diptera, Hymenoptera, Hemiptera, Orthoptera e Arachnida apresentaram as famílias com índices de dominância, frequência, abundância e constância mais significativos. Na ordem Coleoptera, destacou a família Chrysomelidae com dominância, abundância, muito frequente e acessória; além da família Scarabaeidae que mostrou-se dominante, muito abundante, muito frequente e constante. Na ordem Diptera, a família Ulidiidae se mostrou dominante, abundante, muito frequente e acidental. Em Hymenoptera, se destacou o gênero Atta com dominância, apresentando-se muito abundante, muito frequente e acessória. Na ordem Hemiptera, a família Cicadellidae apresentou-se dominante, muito abundante, muito frequente e constante. Em Orthoptera, as famílias que se destacaram foram Acrididae e Gryllidae. Em Arachnida, a ordem Araneae mostrou-se dominante, muito abundante, muito frequente e constante na área.
Publicado
2020-05-25
Como Citar
Santos, T. F. dos, Breda, M. O., Xavier, M. E. V., Gonzaga, E. P., Santos, J. M. dos, Almeida, C. A. C. de, Bezerra, L. T., & Pontes, D. P. da S. A. (2020). LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA ARTROPODOFAUNA EDÁFICA EM CLONE VE41 DE Eucalyptus urograndis EM ALAGOAS. Caderno Verde De Agroecologia E Desenvolvimento Sustentável, 10(1), e14. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/CVADS/article/view/7816
Seção
SIMPÓSIO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS