As inflexões do social-liberalismo na política de assistência social

  • Camila Gomes de Farias Farias Universidade Federal de Campina Grande
  • Estefani Lima Teles Universidade Federal de Campina Grande
  • Hellita do Nascimento Fernandes Universidade Federal de Campina Grande
  • Mônica de Almeida Barbosa Universidade Federal de Campina Grande
  • Mayéwe Elyênia Alves dos Santos Universidade Federal de Campina Grande

Resumo

Este trabalho consiste numa reflexão – a partir de uma revisão de literatura junto a autores clássicos - sobre as inflexões do social-liberalismo na política de Assistência Social, fortalecendo-a como política “humanitária”, desconsiderando as relações de classe. Assim, discute-se o desmonte das políticas sociais brasileiras no enfrentamento das crises cíclicas do capital, corroborando para hegemonia da ofensiva neoliberal, que traz consigo consequências tanto para sociedade quanto para as demandas profissionais, pois com a retração e privatização das políticas públicas, a seletividade e a fiscalização da pobreza se tornam algo natural diante do cenário de precarização de direitos, construindo um caráter de disparidade de acesso.

Publicado
2021-12-01
Como Citar
Farias, C. G. de F., Teles, E. L., Fernandes, H. do N., Barbosa, M. de A., & Santos, M. E. A. dos. (2021). As inflexões do social-liberalismo na política de assistência social. Revista Brasileira De Filosofia E História, 10(2), 100-105. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RBFH/article/view/9226
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)