SECAGEM DA CASCA DE MANGA TOMMY ATKINS: COEFICIENTE DE DIFUSIVIDADE EFETIVO E MODELAGEM MATEMÁTICA

  • Larissa Monique de Sousa Rodrigues Universidade Federal de Campina Grande
  • Jamilly Salustiano Ferreira Constantino Universidade Federal de Campina Grande
  • Anastácia Maria Mikaella Campos Nóbrega André Universidade Federal de Campina Grande
  • Agdylannah Felix Vieira Universidade Federal de Campina Grande
  • Renata Duarte Almeida Universidade Federal de Campina Grande

Resumo

O aproveitamento de resíduos como matéria-prima para a produção de alimentos processados surge como uma alternativa para reduzir o desperdício de alimentos. O presente trabalho foi realizado com o objetivo de secar a casca da manga variedade Tommy Atkins, nas temperaturas de 50, 60 e 70 ºC e estudar o ajuste de modelos matemáticos de secagem aos dados experimentais. O coeficiente de difusividade efetiva (Def) na secagem da manga Tommy Atkins, estimado pelo modelo Fick, aumentou com a elevação da temperatura, os valores do coeficiente de difusividade efetiva obtidos nesta pesquisa variaram entre 6,6611x10-10 a 16,383x10-10 m2. s-1 para o teor de água inicial analisado, a energia de ativação para difusão líquida para manga Tommy Atkins foi de 38,061 kJ mol-1. Dentre os modelos avaliados e conforme os resultados obtidos para os coeficientes de determinação ajustado, a equação de Page seguida pela equação de Henderson e Pabis foram as que melhor representaram os dados experimentais para descrever o processo de secagem da manga Tommy Atkins para a faixa de temperatura de 50 a 70 ºC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AFONSO JÚNIOR, P. C.; CORRÊA, P. C. Comparação de modelos matemáticos para descrição da cinética de secagem em camada fina de sementes de feijão. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 3.3 (1999): 349-353.

ANDRÉ, A. M. M. C. N; CASTRO, D. S.; ALMEIDA, R.D. MOREIRA, I.S. Análise e comparação dos modelos matemáticos da secagem do resíduo de manga ‘Tommy Atkins’. Revista Verde, Pombal - PB, v 9, n. 5, p. 01 - 06, dez., 2014

CAVALCANTI, M.A.; SELVAM, M. M.; VIEIRA, R. R. M.; COLOMBO, C. R.; QUEIROZ, V. T. de M. Pesquisa e desenvolvimento de produtos usando resíduos de frutas regionais: inovação e integração no mercado competitivo. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: MATURIDADE E DESAFIOS DA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: COMPETITIVIDADE DAS EMPRESAS, CONDIÇÕES DE TRABALHO, MEIO AMBIENTE, 30. Anais...São Carlos, SP, 2010.

FAO. Food and Agriculture Organization of the United Nations. Roma: FAOSTAT Database Gateway-FAO. Disponível em: . Acesso em 7 de Agosto de 2017.

FONSECA, N.; CUNHA, G.A.P.; NASCIMENTO, A.S.; SANTOS FILHO, H.P. A cultura da manga. 2.ed. Brasilia: Embrapa Informação Tecnologica, 2006. 73p.

GONELI, A. L. D.; CORRÊA, P. C.; AFONSO JÚNIOR, P. C.; Oliveira, G. H. H. Cinética de secagem dos grãos de café descascados em camada delgada. Revista Brasileira de Armazenamento, n.11, p.64-73, 2009.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produção agrícola estadual: lavoura permanente 2013. Disponível em: <ftp://ftp.ibge.gov.br/Producao_Agricola/Producao_Agricola_Municipal_[anual]/2013/pam2013.pdf>. Acesso em 7 de Agosto de 2017.

MELO, K. S. Secagem da polpa do mandacaru. 2008. 152f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Alimentos) – Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande.

PEREA-FLORESA, M.J.; GARIBAY-FEBLESB V.; CHANONA-PÉREZA J.J.; CALDERÓN-DOMÍNGUEZA, G.; MÉNDEZ-MÉNDEZC, J.V.; PALACIOS-GONZÁLEZB, E.; GUTIÉRREZ-LÓPEZA, G.F. Mathematical modelling of castor oil seeds (Ricinus communis) drying kinetics in fluidized bed at high temperatures. Industrial Crops and Products, v. 38, p. 64– 71, 2012.

SANJAIRAJ, V.; INIYAN, S.; GOIC, R. A review of solar drying technologies. Revista de Pesquisa e Extensão em Saúde, v. 4, n. 1, p. 25-38, 20012.

STATSOFT, STATISTICA for Windows version 7.0. Computer program manual. Tulsa: Statsoft, Inc., 2007.

SOUSA, R. V.; CAVALCANTI MATA, M.E. R.M.; DUARTE, M. E. M. ; ALMEIDA, R.D.; ROSA, M.E.C. Análise da cinética de secagem em camada fina do arroz vermelho em casca. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.18, n. Especial, p. 517-529, 2016.

ZOGZAS, N. P.; MAROULIS, Z. B.; MARINOSKOURIS,D. Moisture diffusivity data compilation in foodstuffs. Drying Technology, New York, v.14, n.10, p. 2225-2253,1996.

Publicado
2017-11-23
Como Citar
Rodrigues, L. M. de S., Constantino, J. S. F., Nóbrega André, A. M. M. C., Vieira, A. F., & Almeida, R. D. (2017). SECAGEM DA CASCA DE MANGA TOMMY ATKINS: COEFICIENTE DE DIFUSIVIDADE EFETIVO E MODELAGEM MATEMÁTICA. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(2), 427-430. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5245
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)