AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA E DE TEXTURA DE DOCE DE BANANA EM MASSA COMERCIALIZADA NA CIDADE DE POMBAL – PB.

  • Luis Paulo Firmino Romão da Silva Universidade Federal de Campina Grande
  • Larissa Monique de Sousa Rodrigues Universidade Federal de Campina Grande - UFCG
  • Agdylannah Felix Vieira Universidade Federal de Campina Grande - UFCG
  • Alfredina Dos Santos Araújo Universidade Federal de Campina Grande.
  • Renata Duarte Almeida Universidade Federal de Campina Grande.

Resumo

A banana é um fruto da bananeira, uma planta herbácea da família Musaceae, do gênero Musa.   É um alimento altamente energético (cerca de 100 kcal por 100g de polpa), cujos carboidratos (cerca de 22%) são facilmente assimiláveis. O presente trabalho teve como objetivo analisar microbiologicamente e o perfil de textura dos doces de banana em massa comercializado na cidade de Pombal – PB. Foram realizadas análises de Coliformes a 45 °C, Samonella sp., Staphylococcus Aureus e Escherichia coli. As amostras de doces não apresentaram contaminação por coliformes a 45 °C, Salmonella sp., Escherichia coli, porém umas das amostras apresentou contaminação por Staphylococcus aureus, ou seja, durante o processamento do doce os utensílios/materiais não foram sanitizados corretamente, neste caso deve-se observar com maior atenção antes de iniciar fabricação do doce os equipamentos, matéria-prima e utensílios que serão usados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Paulo Firmino Romão da Silva, Universidade Federal de Campina Grande
Mestrando em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande.
Larissa Monique de Sousa Rodrigues, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG
Graduanda em Engenharia de Alimentos pela Universidade Fderal de Campina Grande.
Agdylannah Felix Vieira, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG
Mestranda em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande.
Alfredina Dos Santos Araújo, Universidade Federal de Campina Grande.
Professora da Unidade Acadêmica de Tecnologia de Alimentos - UATA, Universidade Federal de Campina Grande.
Renata Duarte Almeida, Universidade Federal de Campina Grande.
Engenheira Agrícola, Laboratório de Engenharia de Alimentos - LEA, Universidade Federal de Campina Grande.

Referências

ALMEIDA, E. L.; RAMOS, A. M.; BINOTI, M. L.; CHAUCA, M. C.; STRINGHETA, P. C. Análise de perfil de Textura e aceitabilidade sensorial de goiabadas desenvolvidas com diferentes edulcorantes. Rev. Ceres, Viçosa, v. 56, n.6, p. 697-704, nov/dez, 2009.

BRASIL 2003. Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 18 set 2003. Seção 1, p.14.

BRASIL, Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº. 12, de 02 de janeiro de 2001. Aprova regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 02 de janeiro 2001.

BRUNINI, M.A.; DURIGAN, J.F.; OLIVEIRA, A.L. Avaliação das alterações em polpa de manga “Tommy Atkins” congeladas. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal-SP, v.24, n.3, p.651-653, 2002.

CARNEIRO, A. B. M.; MENDONÇA, A. L. Doce de banana sem açúcar e com aproveitamento da casca. Estudos. Goiânia, v. 36, n. 5/6, p. 875-883, maio/jun. 2009.

FASOLIN, L.H.; AALMEIDA, G.C.; CASTANHO, P.S.; OLIVEIRA, E.R.N. Biscoitos produzidos com farinha de banana: avaliação química, física e sensorial. Ciências e Tecnologia de Alimetos. vol. 27, n. 3, Campinas – SP julho/setembro, 2007.

FERNANDES, I. M. V.; SANTANA, A. G.; XAVIER, L. E.; SANTOS, A. F.; FONTES, S. M. Elaboração e avaliação físico-química e sensorial de doce de banana enriquecido com polpa de Tamarindo. Disponível em: www.aditorarealize.com.br/revistas/enect/trabalhos/147e9601a4796d4875ab9f5fa7eb68_113.pdf

GODOY, R. C. B. Estudo das variáveis de processo em doce de banana de corte elaborado com variedade resistente à Sigatoka-negra. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Alimentos – Curitiba, 2010. 256 f.: il, tabs, grafs

ITAL. Frutas Tropicais 3: banana. Campinas, 1978.

MENEZES, C. C.; BORGES, S. V.; CIRILLO, M. A.; FERRUA, F. Q.; OLIVEIRA, L. F.; MESQUITA, K. S. Caracterização física e físico-qumica de diferentes formulações de doce de goiaba (Psidium guajava L.) da cultivar Pedro Sato. Rev. Cienc. Tecnol. Aliment., Campinas, 29(3): 618-625, jul.-set. 2009.

Mohsenin NN (1986) Physical properties of plant and animal materials: structure, physical caracteristics and mechanical properties. 2ª ed. Canadá, Gordon and Breach Publishers. 891p.

SILVA, M. B. L.; RAMOS, A. M. composição química, textura e aceitação sensorial de doces em massa elaborados com polpa de banana e banana integral. Ver. Ceres, Viçosa, v. 56, n. 5, p. 551-554, set/out, 2009.

Publicado
2017-11-23
Como Citar
Silva, L. P. F. R. da, Rodrigues, L. M. de S., Vieira, A. F., Araújo, A. D. S., & Almeida, R. D. (2017). AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA E DE TEXTURA DE DOCE DE BANANA EM MASSA COMERCIALIZADA NA CIDADE DE POMBAL – PB. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(2), 233-236. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5176
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)