Inteligência emocional: Uma reflexão oportuna para as organizações educacionais

  • Weber Pires Universidade Federal do Ceará UFC
  • Daniella Andressa Borges Universidade Anhanguera
  • Nelcy Rita Domingues Charris Universidade Metropolitana de Barranquila – Colômbia
  • Ronny Anderson de Oliveira Cruz Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Emoções, Educação, Recursos humanos

Resumo

Objetivou-se apresentar as implicações da inteligência emocional no contexto atual das organizações educacionais, construído com base na leitura crítica de publicações científicas acerca da temática inteligência emocional e sua relação com as organizações prestadoras de serviços educacionais. A inteligência emocional caracteriza a maneira como as pessoas lidam com suas emoções e com as das pessoas ao seu redor. Inteligência e emoção são temas que tem instigado pesquisadores e gerado polêmica por mais de um século de estudos e pesquisas e apesar de ser um campo de investigação considerado novo, este estudo corrobora para uma proposta de ampliar o conceito que é aceito tradicionalmente. O percurso metodológico compreendeu a leitura de estudos sobre a Inteligência Emocional primeiramente em livros dos teóricos com maior relevância acerca da temática, seguido da busca de artigos nas bases de dados Scientific Eletronic Library Online e Portal de Periódicos da CAPES. A inteligência emocional possibilita que o ser humano esteja preparado para enfrentar os problemas pessoais e sociais de forma mais flexível, empática e ética. Assim, em um mundo tão exigente, pessoas educadas racionalmente e emocionalmente serão capazes de ter mentes abertas e dispostas a assimilar novas idéias transformando-as em possibilidades para alcançar uma vida melhor e mais feliz.

Emotional intelligence: a reflection timely for educational organizationsAbstract: The objective was to present the implications of emotional intelligence in the current context of educational organizations, built on the critical reading of scientific publications on the theme of emotional intelligence and its relation to the organizations providing educational services. Emotional intelligence characterizes the way people deal with their emotions and with the people around you. Intelligence and emotion are topics that have instigated researchers and generated controversy for more than a century of studies and research and in despite of being considered new field of research, this study corroborates to a proposal to expand the concept that is accepted traditionally. The methodological approach consisted of reading studies on IE first books of the theoretical with greater relevance in the subject field, followed by the search for articles in the databases Scientific Electronic Library Online and CAPES Journal Portal. Emotional intelligence enables the human being is prepared to face the personal and social problems more flexible, empathetic and ethics. Thus, in a world so demanding, educated people rationally and emotionally will be able to have open minds and willing to assimilate new ideas turning them into opportunities to achieve a better life and happier.

Biografia do Autor

Weber Pires, Universidade Federal do Ceará UFC
Graduado em Letras Inglês pela UFC, membro do curso EFOPLI na  UFPB, atua no ensino de idiomas.
Daniella Andressa Borges, Universidade Anhanguera
Graduanda em Pedagogia pela Universidade Anhanguera – SP
Nelcy Rita Domingues Charris, Universidade Metropolitana de Barranquila – Colômbia

Graduada em Psicologia pela Universidade Metropolitana de Barranquila – Colômbia. Especialista em Saúde Mental (INTA - Sobral CE). Coach pela Academia Brasileira de Coach e Desenvolvimento. 

Ronny Anderson de Oliveira Cruz, Universidade Federal da Paraíba

 

Graduado em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Especialista em Ativação de Processos de Mudança na Formação de Profissionais de Saúde (FIOCRUZ). Membro do GEPEFE – UFPB. 

Publicado
2016-10-30
Como Citar
Pires, W., Borges, D. A., Charris, N. R. D., & Cruz, R. A. de O. (2016). Inteligência emocional: Uma reflexão oportuna para as organizações educacionais. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 6(3), 29 - 33. https://doi.org/10.18378/rebes.v6i3.4291
Seção
Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)