ELABORAÇÃO E AVALIAÇÕES FÍSICO-QUÍMICAS E COLORIMÉTRICAS DE DIFERENTES FORMULAÇÕES DE IOGURTE SIMBIÓTICO.

  • Bianca Alencar Cardoso Universidade Federal de Alagoas
  • Rodrigo Lira de Oliveira Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Ana Lúcia Teodoro Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Tatiana Souza Porto Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Camila Souza Porto Universidade Federal de Alagoas

Resumo

O desenvolvimento de alimentos funcionais vem aumentando a sua utilização na indústria de alimentos e na vida dos indivíduos devido aos seus efeitos benéficos à saúde. Os alimentos simbióticos (probióticos e prebióticos ao mesmo tempo) são funcionais devido comprovados efeitos na prevenção de doenças. Os simbióticos promovem o crescimento de bactérias benéficas no intestino e ao mesmo tempo aumentam a sobrevivência e estimulam o crescimento das bactérias que estão sendo adicionadas, concomitante na produção de vitaminas essenciais e prevenindo doenças. Este trabalho teve como objetivo avaliar as características físico-químicas das formulações de iogurtes simbióticos de maracujá e natural. As formulações foram acrescidas de probióticos e prebióticos (mix de fibras - frutooligossacarídeos, inulina e polidextrose). As características físico químicas das formulações simbióticas não apresentaram diferença significativa entre os ensaios. Na formulação sabor maracujá, houve influência em alguns parâmetros observados. Deste modo, pode-se concluir que o iogurte simbiótico é tecnologicamente viável.

Palavras-chave: Alimento funcional; frutooligossacarídeos; simbiótico

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

A.O.A.C. ASSOCIATION OF OFFCIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official Methotd of Analysis. Arlington: AOAC, 2005.

BRAGA, A. C. C.; NETO, E. F. A.; VILHENA, M. J. V. Elaboração e caracterização de iogurtes adicionados de polpa e de xarope de mangostão (Garcinia mangostana l.). Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.14, n.1, p.77-84, 2012.

Brasil. Ministério Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Instrução Normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007. Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Leites Fermentados. Diário Oficial da União, Brasília, 24 de outubro de 2007.

GALLINA, D. A.; ALVESA, A. T. S.; TRENTOA, F. K. H. S.; CARUSIA J. Caracterização de leites fermentados com e sem adição de probióticos e prebióticos e avaliação da viabilidade de bactérias láticas e probióticas durante a vida-de-prateleira. UNOPAR Científica Ciências Biológicas e da Saúde, v. 13 n. 4, p.239-44, 2011.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ - IAL. Métodos Físico-Químicos para análise de alimentos. São Paulo, IV Ed.,1 Ed. Digital, 2008.

MILLER, G. Use of dinitrosalicylic acid reagente for determination reducing sugar. Analytical Chemistry, v. 31, p. 426-428, 1959.

MORAES, F.P.; COLLA, L.M. Alimentos funcionais e nutracêuticos: definições, legislação e benefícios à saúde. Revista Eletrônica de Farmácia, v. 3, n. 2, p. 109-122, 2006.

SILVA, A. B. N., UENO, M. Avaliação da viabilidade das bactérias lácticas e variação da acidez titulável em iogurtes com sabor de frutas. Ver. Inst. Latic., Candido Tostes, v. 390, n. 68, 2013.

SILVA, S. V da. Desenvolvimento de iogurte probiótico com prebiótico. 2007. 107f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia dos Alimentos) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.

SOUZA, R. C. P.; SANTOS, D. C.; NEVES, L. T. B. C.; CHAGAS, E. A. Tecnologia de bioprocesso para produção de alimentos funcionais. Revista Agro@mbiente On-line, Boa Vista, v. 7, n. 3, p. 366-372, 2013.

THAMER, K. G.; PENNA, A. L. B. Caracterização de bebidas lácteas funcionais fermentadas por probióticos e acrescidas de prebiótico. Revista Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 26, n. 3, p. 589-595, 2006.

UYEDA, M.; BUONOM, H. C. D.; GONZAGA, M. F. N.; CARVALHO, F. L. O. Probióticos e prebióticos: benefícios acerca da literatura. Revista da Saúde UNIAGES, Paripiranga, v. 1, n.1, p. 33-57, 2016.

VASCONCELOS, C. M. Caracterização físico-química e sensorial de iogurte “light” com farinha de yacon (Smallanthus sonchifolius). 2010. 70 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.

Publicado
2017-11-23
Como Citar
Cardoso, B. A., Oliveira, R. L. de, Teodoro, A. L., Porto, T. S., & Porto, C. S. (2017). ELABORAÇÃO E AVALIAÇÕES FÍSICO-QUÍMICAS E COLORIMÉTRICAS DE DIFERENTES FORMULAÇÕES DE IOGURTE SIMBIÓTICO. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(2), 347-351. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5225
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)