Toxicologia Médica: Implementação, aceitação e perspectivas como disciplina curricular no curso de medicina

  • Tatiana Paschoalette Rodrigues Bachur Universidade Estadual do Ceará http://orcid.org/0000-0002-1975-9995
  • Matheus Eugênio de Sousa Lima Universidade Estadual do Ceará
  • Samuel Frota Cunha Universidade Estadual do Ceará
  • Marllon Luiz de Assis Castro Universidade Estadual do Ceará
  • Moacir Cymrot Universidade Estadual do Ceará
  • Gislei Frota Aragão Universidade Estadual do Ceará
Palavras-chave: Currículo médico. Toxicologia. Disciplina optativa.

Resumo

A Toxicologia Médica é reconhecida, no Brasil, como uma das 57 áreas de atuação médica. Até 2017, no curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará (UECE), eram abordados, em disciplinas diversas, temas relacionados a intoxicações, envenenamentos e acidentes por animais peçonhentos, pois a Toxicologia Médica não fazia parte das disciplinas ofertadas aos alunos. A partir da detecção desta deficiência, foi proposta a implantação da Toxicologia Médica como disciplina optativa. Objetivou-se relatar o processo de implementação, a aceitação e as perspectivas para a disciplina de Toxicologia Médica no curso de Medicina da UECE. A implantação da disciplina transcorreu dentro dos trâmites da instituição e a primeira turma foi ofertada no primeiro semestre de 2017. Após um ano da disciplina, os alunos realizaram uma avaliação da mesma, observando a aplicabilidade e o impacto em seu desempenho acadêmico. Observou-se que uma disciplina de maior carga horária traria benefícios ao aprendizado dos alunos em assuntos relativos a intoxicações e envenenamentos. Concluiu-se que a implementação da disciplina repercutiu positivamente entre os alunos, porém evidenciou-se a necessidade de uma abordagem mais prática.

Biografia do Autor

Tatiana Paschoalette Rodrigues Bachur, Universidade Estadual do Ceará
Professora do curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará - UECE. Colaboradora do Grupo de Estudos em Neuroinflamação e Neurotoxicologia - GENIT.
Matheus Eugênio de Sousa Lima, Universidade Estadual do Ceará
Acadêmico o Curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará.
Samuel Frota Cunha, Universidade Estadual do Ceará
Acadêmico o Curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará.
Marllon Luiz de Assis Castro, Universidade Estadual do Ceará
Acadêmico o Curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará.
Moacir Cymrot, Universidade Estadual do Ceará
Médico, Doutor em Cirurgia Plástica, Professor do Curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará.
Gislei Frota Aragão, Universidade Estadual do Ceará

Farmacêutico, Doutor em Farmacologia, Professor do Curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará,

Referências

ABRACIT. Associação Brasileira de Centros de Informação e Assistência Toxicológica. Lista dos Centros. 2018. Disponível em: <http://abracit.org.br/wp/lista-dos-centros/>. Acesso em: 02 maio 2018.

BARCHOWSKY, A. BUCKLEY, L. A.; CARLSON, G. P.; FITSANAKIS, V. A.; FORD, S. M.; GENTER, M. B.; GERMOLEC, D. R.; LEAVENS, T. L.; LEHMAN-MCKEEMAN, L. D.; SAFE, S. H.; SULENTIC, C. E.; EIDEMILLER, B. J. The Toxicology Education Summit: Building the Future of Toxicology Through Education. Toxicological Sciences, [s.l.], v. 127, n. 2, p.331-338, 2012. http://dx.doi.org/10.1093/toxsci/kfs111.

BITTENCOUT, H. R.; CREUTZBERG, M.; RODRIGUES, A. C. M.; CASARTELLI, A. O.; FREITAS, A. L. S. Desenvolvimento e validação de um instrumento para avaliação de disciplinas na educação superior. Estudos em Avaliações Educacionais, v.22, n.48, p.91-113, 2013. http://dx.doi.org/10.18222/eae224820111994

CFM. CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Resolução nº 2148/2016, de 03 de outubro de 2016. Resolução CFM Nº 2149/2016. Brasília, DF, 22 jul. 2016.

DARRACQ, M. A.; ARMENIAN, P.; COMES, J.; THORNTON, S. Medical toxicology education in US emergency medicine residencies. The American Journal Of Emergency Medicine, [s.l.], p.1-2, 2018. https://doi.org/10.1016/j.ajem.2018.03.007

FIOCRUZ. Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas. 2018. Disponível em: <https://sinitox.icict.fiocruz.br/dados-nacionais>. Acesso em: 02 maio 2018.

GOMES, A. P.; REGO, S. Transformação da educação médica: é possível formar um novo médico a partir de mudanças no método de ensino-aprendizagem. Rev Bras Edu Méd, v.35, n.4, p.557-566, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022011000400016.

KAIMKHANI, Z. A.; AHMED, M.; AL-FAYEZ, M.; ZAFAR, M.; JAVAID, A. O currículo tradicional de anatomia é satisfatório para os estudantes do último ano de medicina? Uma avaliação retrospectiva. Einstein [online], v.7, n.3, p.341-34, 2009.

MOURA, D. T. D.; FOLTRAN, R. S.; FRAIZ, I. C.; NOVAK, E. M. Articulação entre os ciclos básico e Profissionalizante: Percepção dos Alunos da UFPR. Rev. Bras. Educ. Méd, v.42, n.1, p.226-236, 2018. http://dx.doi.org/10.1590/198152712018v42n1rb201700108

GUMMIN, D. D.; MOWRY, J. B.; SPYKER, D. A.; BROOKS, D. E.; FRASER, M. O.; BONNER, W. Annual Report of the American Association of Poison Control Centers’ National Poison Data System (NPDS): 34th Annual Report. Clinical Toxicology, [s.l.], v. 55, n. 10, p.1072-1254, 2017. http://dx.doi.org/10.1080/15563650.2017.1388087.

PSU-RESMED/CE. Aviso de Edital - PSU-RESMED/CE - 2018. 2017. Disponível em: <https://www.resmedceara.ufc.br/ares/processo_seletivo/2018/processo-seletivo-de-residencia-medica-do-ceara-psu-2018/acesso-direto-2018/aviso-de-edital-psu-resmedce-2018.>. Acesso em: 02 maio 2018.

RUDLAND, J. R.; RENNIE, S. C. The determination of the relevance of basic sciences learning objectives to clinical practice using questionnaire survey. Medical Education, v.37, n.11, p.962-965, 2003. http://dx.doi.org/10.1046/j.1365-2923.2003.01671.x.

THOMPSON, T. Medical toxicology education in a world of limited resources. [Editorial]. Journal of Medical Toxicology, v. 11, p. 281-282, 2015. http://doi.org/10.1007/s13181-015-0487-7.

WALLACE, H.; ROBERTS, R.; CORSINI, E.; BONEFELD-JORGENSEN, E.; ORHAN, H.; MACH, M.; WEISER, T.; CARVALHO, F.; ISCAN, M.; TSATSAKIS, A. Toxicology as an academic discipline in European Universities. Toxicology Letters, [s.l.], v. 254, p.63-63, 2016. http://dx.doi.org/10.1016/j.toxlet.2016.04.024

Publicado
2018-09-30
Como Citar
Bachur, T. P. R., Lima, M. E. de S., Cunha, S. F., Castro, M. L. de A., Cymrot, M., & Aragão, G. F. (2018). Toxicologia Médica: Implementação, aceitação e perspectivas como disciplina curricular no curso de medicina. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 8(2), 41 - 45. https://doi.org/10.18378/rebes.v8i2.5655
Seção
Relato de Experiência

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>