O que a população brasileira conhece acerca do Acidente Vascular Cerebral?

Palavras-chave: Conhecimentos, atitudes e prática em saúde. Letramento em saúde. Educação em saúde. Conscientização.

Resumo

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal causa de morbimortalidade no Brasil, estando entre os principais motivos de hospitalização. Apesar da sua gravidade, é significativa a falta de conscientização pública sobre conceitos básicos acerca desta doença. O objetivo desta pesquisa bibliográfica foi investigar o conhecimento da população brasileira em relação à definição, fatores de risco, sintomas, conduta adequada, fontes de informação e outras questões relativas ao AVC. Foi conduzida uma busca por artigos científicos nas bases de dados MEDLINE, Science Direct, Scopus, Web of Science e LILACS, a partir da combinação dos descritores Health knowledge, attitudes, practice”; “Health literacy”; “Health education”; “Knowledge”, “Awareness”, “Stroke” e “Brazil”. Após a análise dos artigos encontrados e considerando critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 11 estudos para compor esta revisão. A maioria dos estudos mostrou que os principais sinais e sintomas do AVC foram citados por menos da metade dos entrevistados. Um aspecto preocupante foi o desconhecimento de grande parte dos indivíduos sobre o número correto do serviço de emergência. Além disso, verificou-se que apenas um pequeno número de participantes se preocuparia em tomar nota do horário de início dos sintomas, informação crucial na conduta do AVC. Observou-se, também, que os principais fatores de risco foram citados por menos da metade dos participantes quando em estudos com perguntas abertas. Neste contexto, conclui-se que a população brasileira carece de informações acerca das principais noções básicas sobre o AVC, o que pode acarretar prejuízos na prevenção, reconhecimento e tratamento desse agravo.

Biografia do Autor

Rodrigo Montenegro Barreira, Universidade Estadual do Ceará
Acadêmico de Medicina da Universidade Estadual do Ceará
TATIANA PASCHOALETTE RODRIGUES BACHUR, Universidade Estadual do Ceará
Docente do curso de Medicina da Universidade Estadual do Ceará - UECE.

Referências

BULE, M. J. A.; SIM-SIM, M. M. S. F.; CORREIA, I. M. T. B.; FALÉ, M. J. M. M. Conhecimentos da população sobre acidente vascular cerebral - transeuntes da Praça do Giraldo em Évora. Revista de Enfermagem UFPE v. 10, n. 1, p. 65-72, 2016.

BOTELHO, T. S.; MACHADO-NETO, C. D.; DE ARAÚJO, F. L. C.; DE ASSIS, S. C. Epidemiologia do acidente vascular cerebral no Brasil. Temas em Saúde. v. 16, n. 2, p. 361 – 377, 2016

CAMPOS-SOUSA, R. N.; SOARES, V. Y. R.; ALMEIDA, K. J. S.; CARVALHO, L. I. M.; JACOBINA, K. S.; NETTO, A. E. A.; MACÊDO, E. A.; VELOSO; L. A. Knowledge of stroke among a Brazilian urban population. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 65, n. 3 A, p. 587–591, 2007.

COELHO, R. D. S.; FREITAS, W. M.; CAMPOS, G. P.; TEIXEIRA, R. A. Stroke awareness among cardiovascular disease patients. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 66, n. 2 A, p. 209–212, 2008.

COSTA, F.; OLIVEIRA, S.; MAGALHÃES, P.; COSTA, B.; PAPINI, R.; SILVEIRA, M.; LANG, M. Nível de conhecimento da população adulta sobre acidente vascular cerebral (AVC) em Pelotas - RS. Jornal Brasileiro de Neurocirurgia, v. 19, n. 1, p. 31–37, 2018.

DE ARAÚJO, J. P.; DARCIS, J. V. V.; TOMAS, A. C. V.; DE MELLO, W. A. Tendência da Mortalidade por Acidente Vascular Cerebral no Município de Maringá, Paraná entre os Anos de 2005 a 2015. International Journal of Cardiovascular Sciences. v. 31, n. 1, p. 56 – 62, 2018

DE CARVALHO, J. J. F. et al. Stroke epidemiology, patterns of management, and outcomes in Fortaleza, Brazil: A hospital-based multicenter prospective study. Stroke, v. 42, n. 12, p. 3341–3346, 2011.

FALAVIGNA, A.; TELES, A. R.; VEDANA, V. M.; KLEBER, F. D.; MOSENA, G.; VELHO, M. C.; MAZZOCCHIN, T.; SILVA, R. C.; LUCENA, F. L.; SANTIN, J. T.; ROTH, F. Awareness of stroke risk factors and warning signs in southern Brazil. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 67, n. 4, p. 1076–1081, 2009.

GOMES, A. B. A. G. R.; JUNIOR-HENRIQUE, M.; SCHOEPS, V. A.; SANTOS, M. M. S. A; PELLEGRINELLI, A.; MATOS, B. P.; KUBOTA, G. T.; ARAÚJO, H. A; DA SILVA, L. S. A. C; BATTISTI, F. P. L.; KUBOTA, B. Y.; FERREIRA, A. C.; PELLEGRINO, M. P.; SIMIS, M.; GAGLIARDI, R. J. Popular stroke knowledge in Brazil: A multicenter survey during “World Stroke Day”. ENeurologicalSci; v. 6, p. 63–67, 2017.

MANIVA, S. J. C. F.; CARVALHO, Z. M. F.; GOMES, R. K. G.; DE CARVALHO, R. E. F. L.; XIMENES, L. B.; DE FREITAS, C. H. A. Tecnologias educativas para educação em saúde no acidente vascular cerebral: revisão integrativa. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 71, n. 4, p. 1824–1832, 2018.

MEIRA, F., MAGALHÃES, D.; DA SILVA, L. S.; SILVA, A. C. M.; SILVA, G. M. Knowledge about stroke in Belo Horizonte, Brazil: a community-based study using an innovative video approach. Cerebrovascular Diseases Extra, v. 8, n. 2, p. 60–69, 2018.

NÓVAK, E. M.; ZÉTOLA, V. H. F.; MUZZIO, J. A.; PUPPI, M.; JÚNIOR-CARRARO, H.; WERNECK, L. C. Conhecimento leigo sobre doença vascular encefálica. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 61, n. 3 B, p. 772–776, 2003.

OLIVEIRA, D. C.; CAVALCANTI, F. A. C; PASSOS, J. O.; BRITO, D. P.; SANTANA, S. B. C. L.; CAMPOS, T. F. Grau de conhecimento dos pacientes com acidente vascular cerebral sobre a patologia. Revista de Ciências Médicas e Biológicas, v. 14, n. 2, p. 206, 2016.

.

PANÍCIO, M. I.; MATEUS, L.; RICARTE, I. F.; FIGUEIREDO, M. M.; FUKUDA, T. G.; SEIXAS, J. C.; FERRAZ, M. E.; SILVA, G. S. A influência do conhecimento do paciente sobre o AVC no Brasil: Um estudo transversal. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 72, n. 12, p. 938–941, 2014.

PONTES-NETO, O. M.; SILVA, G. S.; FEITOSA, M. R.; FIGUEIREDO, N. L.; FIOROT, J. A.; ROCHA, T. N.; MASSARO, A. R.; LEITE, J. P. Stroke awareness in Brazil: alarming results in a community-based study. Stroke, v. 39, n. 2, p. 292–296, 2008.

PONTES-NETO, O. M. Conhecimento leigo sobre AVC no Brasil: Que informação sobre AVC é essencial? Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 72, n. 12, p. 909–910, 2014.

RISSARDO, J. P.; CAPRARA, A. L. F.; PRADO, A. L. C. Stroke Literacy in a South Brazilian City: A Community Based Survey. Journal of Stroke and Cerebrovascular Diseases, v. 27, n. 9, p. 2513–2518, 2018.

ROWE, A. K.; FRANKEL, M. R.; SANDERS, K. A. Stroke awareness among Georgia adults: epidemiology and considerations regarding measurement. Southern Medical Journal, v. 94, n. 6, p. 613-618, 2001

SHEATSLEY, P. B. Questionnaire construction and item writing. Handbook of survey research. Orlando: Academic Press, 1983. pp. 195-230.

Publicado
2020-11-14
Como Citar
Barreira, R. M., & BACHUR, T. P. R. (2020). O que a população brasileira conhece acerca do Acidente Vascular Cerebral?. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 10(4), 88-95. https://doi.org/10.18378/rebes.v10i4.8260
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>