Importância da Monitoria de Bioquímica Geral no Curso de Odontologia da UFCG: Um Relato de Experiência

  • Jessika Paiva Medeiros Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Abrahão Alves de Oliveira Filho Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Palavras-chave: Disciplina. Conhecimento. Monitor

Resumo

A monitoria teve seu início na Idade Média, atualmente respaldada em lei, essa estratégia, prevista nos regimentos das instituições e nos projetos pedagógicos institucionais, pode potencializar a melhoria do ensino de graduação, mediante a atuação de monitores em práticas e experiências pedagógicas, em disciplinas que permitam articulação entre teoria e prática e integração curricular. A bioquímica assim como também outras disciplinas básicas, apresenta certa rejeição por parte considerável dos alunos de odontologia, e mesmo de alguns professores de outras áreas, concomitantemente, por se tratar de uma disciplina complexa e o aluno na maioria das vezes ser ansioso em vivenciar situações clínicas sem antes entender o contexto clínico do paciente, a bagagem de conhecimento básico pode ser anulada, levando-o a um possível prejuízo futuro em sua profissão. Dessa forma, esse trabalho teve como objetivo relatar uma experiência acadêmica como aluno – monitor na disciplina de bioquímica geral, desenvolvida durante o primeiro semestre ao segundo semestre de 2018 no curso de odontologia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), contribuindo para a reflexão e o fortalecimento das atividades de monitoria como forma de crescimento profissional.

Biografia do Autor

Jessika Paiva Medeiros, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Graduanda em odontologia pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Abrahão Alves de Oliveira Filho, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Farmacêutico-Bioquímico
Doutor em Farmacologia
Professor da Unidade Acadêmica de Ciências Biológicas (UACB) 
Centro de Saúde e Tecnologia Rural (CSTR)
Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Referências

BATISTA, J. B., & FRISON, L. M. B. F. (2009). Monitoria e aprendizagem colaborativa e autorregulada. In D. Voos, & J. B. Batista (Orgs.), Sphaera: sobre o ensino de matemática e de ciências (pp. 232-247). Porto Alegre: Premier.

BAUM, B.J. Can biomedical science be made relevant in dental education? A North American perspective, Eur. J. Dent. Educ. 7, 49–55, 2003.

DAVIES, J.R. & WARFVINGE, G. Basic biology integration – the Malmo model, (Abstract) Eur. J. Dent. Educ. 7, 94, 2003.

FORMICOLA, A.J. Preprofessional preparation for the basic science curriculum, J. Dent. Educ. 50, p. 458-461, 1986.

FRIEDLANDER, M. R. Alunos-monitores: uma experiência em Fundamentos de Enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 113-120, 1984.

FRISON, L. M. B., Monitoria: uma modalidade de ensino que potencializa a aprendizagem colaborativa e autorregulada. Pro-Posições | v. 27, n. 1 (79) | P. 133-153 | jan./abr. 2016.

MATOSO, L. M. L. A Importância da Monitoria na Formação Acadêmica do Monitor: Um Relato De Experiência. Acadêmico do curso de Enfermagem. Escola da Saúde – Universidade Potiguar-UNP, Campus Mossoró. Ano 3, n° 2, abr. / set. 2014.

MONTEIRO, A. M. D.; ARAÚJO, R. P. C.; GOMES FILHO, I. S. Diabetes Mellitus tipo 2 e doença periodontal. RGO, Porto Alegre, v. 50, n. 1, p. 50-54, jan./mar. 2002.

SANTOS, VT, ANACLETO, C. Monitorias como ferramenta auxiliar para aprendizagem da disciplina bioquímica: uma análise no Unileste-MG. Rev Ensino Bioquim; 5(1): E-E8, 2007.

SCHNEIDER, M.; BERND, G.; NURKIM, N. L. Diabetes Mellitus e suas manifestações sobre o periodonto: uma revisão bibliográfica. R. Odonto Ciênc., Porto Alegre, v. 10, n. 20, p. 89-98, dez. 1995.

SILVEIRA, E; SALES, F. A importância do Programa de Monitoria no ensino de Biblioteconomia da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). InCID: R. Ci. Inf. e Doc., Ribeirão Preto, v. 7, n. 1, p. 131-149, mar./ago. 2016.

Publicado
2019-01-06
Como Citar
Medeiros, J. P., & de Oliveira Filho, A. A. (2019). Importância da Monitoria de Bioquímica Geral no Curso de Odontologia da UFCG: Um Relato de Experiência. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 9(4), 134-137. https://doi.org/10.18378/rebes.v9i4.6954
Seção
Artigos