Elaboração e caracterização de biscoitos adicionados de farinha de castanha de caju com diferentes adoçantes

  • Ana Beatriz Pereira Melo Universidade Federal do Ceará
  • Emanuel Neto Alves Oliveira Instituto Federal do Rio Grande do Norte
  • Bruno Fonsêca Feitosa Universidade Federal de Campina Grande
  • Regilane Marques Feitosa Universidade Federal de Campina Grande
  • Silvana Nazareth Oliveira Universidade Federal Rural de Pernambuco

Resumo

O potencial do mercado consolidado da panificação apresenta a necessidade de inovar com novos produtos que apresentem propriedades funcionais e nutricionais. Objetiva-se com esta pesquisa elaborar e caracterizar biscoitos a base de farinha de castanha de caju com diferentes adoçantes. Para isso, foram desenvolvidas três formulações de biscoitos com a farinha da castanha de caju, variando o adoçante: açúcar cristal, mascavo e mel. Então, analisou-se as propriedades microbiológicas, físico-químicas e sensoriais com a intenção de compra. Contatou-se que os produtos desenvolvidos apresentavam condições sanitárias satisfatórias, conforme a legislação exige, bem como em relação a umidade, cinzas e acidez dos biscoitos. Indicou aceitação sensorial superior a 80% e intenção de compra satisfatória, com destaque para a formulação adoçada com açúcar mascavo. Portanto, conclui-se que a elaboração destes biscoitos é uma alternativa interessante para a indústria alimentícia, em razão do potencial da farinha de castanha de caju e benefícios dos adoçantes alternativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Beatriz Pereira Melo, Universidade Federal do Ceará

Técnica em Alimentos pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte, Campus Pau dos Ferros.

Emanuel Neto Alves Oliveira, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Docente do Curso Técnico em Alimentos no Instituto Federal do Rio Grande do Norte, Campus Pau dos Ferros.

Bruno Fonsêca Feitosa, Universidade Federal de Campina Grande

Graduando em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal de Campina Grande, Campus Pombal; Técnico em Alimentos pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte, Campus Pau dos Ferros.

Regilane Marques Feitosa, Universidade Federal de Campina Grande

Pós-doutoranda em Engenharia Agrícola pelo Universidade Federal de Campina Grande, Campus de Campina Grande.

Silvana Nazareth Oliveira, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Docente da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Referências

ABIMAPI. Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados. Estatísticas – Biscoitos, 2015. Disponível em < https://www.abimapi.com.br/estatistica-biscoito.php>. Acesso em: 03 set. 2017.

AGUIAR, E. A. R.; SOUZA, V. R. S. Elaboração e análise sensorial de cookie de castanha de caju sem glúten a base de farinha de amaranto. Revista Interdisciplinar, v.1, n.1, p. 55-67, 2015.

AOAC. Association of Official Analytical Chemists. Official Methods of Analysis, USA, 18ªed, 3ª Revisão, Washington, 2010.

ARAUJO, M. C.; FERRAZ, A. C. O. Efeito da umidificação, tratamento térmico e deformação sobre a decorticação da castanha de caju 'CCP-76' por meio de impacto único e direcionado. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 26, n. 2, p. 590-599, 2006.

BETTANI, S. R.; LAGO, C. E.; FARIA, D. A. M.; BORGES, M. T. M. R.; VERRUMA-BERNARDI, M. R. Avaliação físico-química e sensorial de açúcares orgânicos e convencionais. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.16, n.2, p.155-162, 2014.

BRASIL. Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial. Relatório sobre análise de teor de gordura e fitosteróis em nuts (amêndoa, amendoim, avelã, castanha, do Pará, macadâmia e nozes), 2012a. Disponível em: <http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/nuts.pdf> Acesso em: 03 set. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC nº 64, de 16 de setembro de 2008. Regulamento Técnico sobre Atribuição de aditivos e seus limites máximos para alimentos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Seção 1, 17 set. 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005. Regulamento técnico para produtos de cereais, amidos, farinhas e farelos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, Seção 1, 23 set. 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Resolução RDC nº 54, de 12 de novembro de 2012. Regulamento Técnico Sobre Informação Nutricional Complementar. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 12 de novembro de 2012b.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução RDC nº 359, de 23 de dezembro de 2003. Regulamento Técnico de Porções de Alimentos Embalados para Fins de Rotulagem Nutricional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 26 de dezembro de 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência nacional de Vigilância Sanitária. Resolução CNNPA n° 12, de 24 de julho de 1978. Padrões de Identidade e Qualidade para alimentos e Bebidas. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasi, Brasília, DF, 27 jul. 1978.

FENG, P.; WEAGANT, S. D.; GRANT, M. A. Enumeration of Escherichia coli and the coliform bacteria. In: Bacteriological Analytical Manual, Chapter 4, set. 2002. Disponível em: <http://www.fda.gov/Food/ScienceResearch/LaboratoryMethods/BacteriologicalAnalyticalManualBAM/ucm064948.htm#conventional>. Acesso em: 03 set. 2017.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 4ª. ed., 1ª ed. Digital, São Paulo, 2008. 1020p.

MOREIRA, I. S.; SOUZA, F. C.; FEITOSA M. K. S. B.; FERRAZ, R. R.; MATOS, A. S. Avaliação microbiológica e nutricional de biscoito e pão de mel. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró, v. 8, n. 1, p. 313–317, 2013.

MUJICA, M. V.; GUERRA, M.; SOTO, N. Efecto de la variedade, lavado de la caña y temperatura de punte o sobre la calidad de la panela granulada. Interciência, Caracas, v. 33, n.8, p. 598-603, 2008.

PIOVESANA, A.; BUENO, M. M.; KLAJN, V. M. Elaboração e aceitabilidade de biscoitos enriquecidos com aveia e farinha de bagaço de uva. Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, v.16, n.1, p. 68-72, 2013.

SANTOS, H. M. C.; OLIVEIRA, M. A. de; OLIVEIRA, A. F.; MANDARINO, J. M. G.; CARRÃO-PANIZZI, M. C.; LEITE, R. S.; OLIVEIRA, G. B. A.; MOREIRA, A. A.; SILVA, C. E. Desenvolvimento e caracterização físico-química de biscoitos com farinha de soja orgânica de cultivares especiais para a alimentação humana. In: V Jornada Acadêmica da Embrapa Soja, Anais, Londrina 2010.

SILVA, M. P. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Prosa Rural - Uso da farinha de castanha no combate a desnutrição infantil, 2007. Disponível em: <https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/2619456/prosa-rural---uso-da-farinha-de-castanha-no-combate-a-desnutricao-infantil>. Acesso em: 03 set. 2017.

SILVA, N.; JUNQUEIRA, V. C. A.; SILVEIRA, N. F. A. Manual de métodos de análise microbiológica de alimento. São Paulo: Varela, 1997. 259p.

SOARES, A. G.; FREIRE-JÚNIOR, R. S. Curso de higiene e sanificação na indústria de alimentos. Rio de Janeiro: Embrapa-CTAA, 1992. 97 p

TEIXEIRA, N. C. Desenvolvimento, caracterização físico-química e avaliação sensorial de suco de jabuticaba (Mycriaria jaboticaba (Vell) Berg). 137 f. Dissertação (Mestrado em Ciência de Alimentos) – Faculdade de Farmácia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 2011.

VITTI, P.; GARCIA, E. E. C.; OLIVEIRA, L. M. Tecnologia de biscoitos. Campinas: Instituto de Tecnologia de Alimentos, 1988. 88 p.

Publicado
2017-11-23
Como Citar
Melo, A. B. P., Oliveira, E. N. A., Feitosa, B. F., Feitosa, R. M., & Oliveira, S. N. (2017). Elaboração e caracterização de biscoitos adicionados de farinha de castanha de caju com diferentes adoçantes. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(2), 145-150. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5134
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)