DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE GELEIA DIET DE UVA (Vitis vinifera) ADOÇADA COM ESTÉVIA

  • Marcos Fellipe Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns
  • Pedro Renann Lopes França Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns
  • Giovanna Nathália Oliveira Pereira Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns.
  • Avla Kessia Azevedo Lira Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns.
  • Tatiana Souza Porto Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns.

Resumo

A busca por novos produtos de valor calórico reduzido torna-se cada vez maior, principalmente por questões de bem-estar fisiológico, assim o objetivo deste trabalho foi desenvolver através de um planejamento fatorial 22 uma geleia de uva variando concentrações de pectina cítrica e estévia, investigando a influência destes fatores sobre as características físico-químicas do produto. Diante das análises realizadas apenas pH e carboidratos apresentaram efeitos estatisticamente significativos. As amostras apresentaram valores de pH entre 3,5 a 4,6; carboidratos entre 11% e 29%; umidade variando de 18 a 25%; cinzas entre 0,75 a 2,11%; ATT entre 1,26 e 1,62g de ácido tartárico por 100g de produto; SST variando de 18,33 a 28,33 ºBrix; teor de gordura de 0,26% para todas as formulações e teor de proteínas entre 0,88 a 1,16%; adequando-se assim físico-quimicamente à legislação Brasileira e à literatura, demonstrando estar apto e seguro para o consumo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Fellipe Silva, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns
Discente do curso de Bacharelado em Engenharia de Alimentos da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Garanhuns.
Pedro Renann Lopes França, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns
Discente do curso de Bacharelado em Engenharia de Alimentos da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Garanhuns.
Giovanna Nathália Oliveira Pereira, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns.
Discente do curso de Bacharelado em Engenharia de Alimentos da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Garanhuns.
Avla Kessia Azevedo Lira, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns.
Discente do curso de Bacharelado em Engenharia de Alimentos da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Garanhuns.
Tatiana Souza Porto, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns.
Docente do curso de Bacharelado em Engenharia de Alimentos da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Garanhuns.

Referências

ARCARI, S. G.; MICHEILOF, F. R.; Tânia B. Desenvolvimento e Caracterização de Geleias Dietéticas de Morango. 4º Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, 2014.

ASSIS, M. M. M. Processamento e estabilidade de geleia de caju. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 38, n. 1, p. 46-51, 2007.

BLIGH, E. G.; DYER, W. J. A rapid method of total lipid extraction and purification. Canadian Journal of Biochemistry and Physiology. Otawa, v. 37, n. 8, p. 911 - 917. 1959.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional da Vigilância Sanitária. Resolução RDC n º272, de 22 de setembro de 2005. Regulamento Técnico para Produtos de Vegetais, Produtos de Frutas e Cogumelos Comestíveis. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 set. 2005.

CAETANO, P. K.; DAIUTO, E. R.; VIEITES, R. L. Característica físico-química e sensorial de geleia elaborada com polpa e suco de acerola. Braz. J. Food Technol, Campinas, v. 15, n. 3, p. 191-197, 2012.

COELHO, M. T. Pectina: características e aplicações me alimentos. Pelotas, RS, 2008, 33f. Química de Alimentos. Universidade Federal de Pelotas.

DAMIANI, C.; VILAS BOAS, E. V. B.; SOARES, M. S. S. J.; CALIARI, M.; PAULA, M. L.; ASQUIERI, E. R. Avaliação química de geleias de manga formuladas com diferentes níveis de cascas em substituição a polpa. Revista Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 1, p. 177-184, 2009.

DELMONDES, F. F.; RIBEIRO, R. J. Identificação dos custos de produção de uva Isabel na região de Jales-SP: estudo de caso. VIII Sintagro – Simpósio Nacional de Tecnologia em Agronegócio. Jales - SP, 06 a 08 de outubro de 2016.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. Métodos químicos e físicos para análise de alimentos. V. 1, 4. ed. São Paulo: Inst. Adolfo Lutz, 2008.

KIST, P. I.T., OLIVEIRA M.S.R., FRANZEN, F.L. Avaliação da composição proximal, sensorial e do potencial antioxidante de geleias de cenoura (Daucus Carota L.) com frutas cítricas. 5º Simpósio de Segurança Alimentar, Bento Gonçalves – RS, 2015

MATISSEK, R.; SCHENEPEL, F. M.; STEINER, G. Analisis de los Alimentos: Fundamentos, métodos, aplicaciones. Editorial Acribia, S.A- Espanha, 1998.

MILLER, G. L. Use of dinitrosalicylic acid reagent for determination of reducing sugar. Anal. Chem. v.31, p. 426-428, 1959.

MORAES, V.; LOCATELLI, C. Vinho: uma revisão sobre composição química e benefícios à saúde. Evidência, Joaçaba v. 10 n. 1-2, p. 57-68, 2010.

MOTA, R. V. Caracterização física e química de geleia de amora-preta. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v.26, n.3. p.539-543. 2006.

PINHEIRO, E. R. Pectina da casca do maracujá amarelo (Passiflora edulis flavicarpa): Otimização da extração com ácido cítrico e caracterização físico-química. Florianópolis, SC, 2007. Ciência e Tecnologia dos Alimentos. Universidade Federal de Santa Catarina.

REYES, R. S.; HERRERA, M. S.; MENACHO, L. P. Estudio de la Stevia (Stevia rebaudiana Bertoni) como edulcorante natural y su uso en beneficio de la salud. Scientia Agropecuaria.vol.5, n.3, pp. 157-163. ISSN 2077-9917, 2014.

RIBEIRO, L. M. P.; DAMASCENO, K. A.; GONÇALVES, R. M. S.; GONÇALVES, C. A. A.; ALVES, A. N.; CUNHA, M. F. Acidez, sua relação com pH e qualidade de geleias e doces em barra. Boletim Técnico IFTM, Uberaba-MG, ano 2, n.2, p.14-19, 2016.

RIZON, L. A.; SGANZERLA, V. M. A. Ácidos tartárico e málico no mosto de uva em Bento Gonçalves-RS. Ciência Rural, Santa Maria. ISSN 0103-8478 v.37, n.3, p.911-914, 2007.

ROSA, N. C.; TRINTIM, L. T.; CORRÊA, R. C. G.; VIEIRA, A. M.S.; BERGAMASMO, R. Elaboração de geleia de abacaxi com hortelã zero açúcar: processamento, parâmetros físico-químicos e análise sensorial. Revista Tecnológica. Edição Especial V Simpósio de Engenharia, Ciência e Tecnologia de Alimentos, pp.83-89, 2011.

SILVA, M. F.; FRANCA, P R. L.; PEREIRA, G. N. O ; SILVA, S.P. Caracterização Físico-Química de Café Solúvel Descafeinado Comercializado no Município de Garanhuns -PE. In: II Congresso Internacional de Gastronomia e Ciência de Alimentos, 2016, Fortaleza. Gastronomia: da tradição à inovação. Ceará: Fortaleza: Monferrer, 2016. p. 1224-1225.

STATSOFT, I. STATISTICA (Data Analysis Software Systems) Version 7.0, 2008.

VENDRUSCULO, C. T.; MOREIRA, A. S.; VENDRUSCULO, J. L. S. Geleias, doces cremosos e em massa. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas, 2009.

VIANA, E.S; JESUS, J. L.; REIS, R. C.; FONSECA, M. D.; SACRAMENTO, C. K. Caracterização físico-química e sensorial de geleia de mamão com araçá-boi. Rev. Bras. Frutic., Jaboticabal - SP, v. 34, n. 4, p. 1154-1164, Dezembro 2012.

VINCENTINO, S. L; FLORIANO, P. A; DRAGUNSKI, D. C. Filmes de amidos de mandioca modificados para recobrimento e conservação de uvas. Química Nova, Paraná, v. 34, n. 8, 1309-1314, 2011.

Publicado
2017-11-23
Como Citar
Silva, M. F., França, P. R. L., Pereira, G. N. O., Lira, A. K. A., & Porto, T. S. (2017). DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE GELEIA DIET DE UVA (Vitis vinifera) ADOÇADA COM ESTÉVIA. Revista Brasileira De Agrotecnologia, 7(2), 335-340. Recuperado de https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/view/5217
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)