Impactos da interrupção precoce do aleitamento materno para a saúde infantil

Resumo

O leite materno é a fonte primária de nutrição, sendo constituído por elementos essenciais ao organismo, como proteínas, lipídeos, vitaminas e fatores imunológicos. Ao considerar essa importante função, tem-se que a amamentação é uma prática imprescindível para a saúde da criança, de modo a ser naturalmente suficiente para suprir as necessidades nutricionais dos recém-nascidos. Contraditoriamente a assertiva, o desmame precoce ainda é um ato presente no contexto social de diversas famílias, porém, esse ato pode causar efeitos negativos sobre o crescimento e desenvolvimento das crianças, pois a interrupção da amamentação pode comprometer a aquisição de tais benefícios e favorecer a ocorrência de enfermidades. O presente estudo constitui-se, portanto, como uma revisão bibliográfica de literatura. Objetiva analisar os efeitos do desmame precoce na saúde da criança em consonância à percepção das causas para a interrupção da amamentação. Para isso, as buscas foram realizadas na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Portal de Periódicos CAPES, no próprio site e no redirecionamento para ScienceDirect, Scopus e Web of Science através do acesso CAFe, bem como Scientific Eletronic Library On Line (SCIELO) e pesquisas diretas em sites diversos da Internet. De modo a serem inclusos quinze trabalhos para a fundamentação deste artigo. Foi possível verificar, a partir do estudo dos trabalhos selecionados, a conjuntura de motivos preexistentes que acarretavam o desmame, bem como os impactos dele para a saúde infantil, circunstância que permitiu evidenciar a importância do leite materno para os recém-nascidos.

Referências

ALMADA, J. N. A.; FERNANDES L. A. F. Reflexo do desmame precoce na saúde das crianças no município de Valparaíso de Goiás. Revista de Iniciação Científica e Extensão, v. 1, n. 2, p. 73-81, 2018.

ALMADA, J. N. A.; FERNANDES, L. A. F. Saúde de crianças de até 2 anos que passaram por desmame

precoce. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, v. 8, n. 1, p. 62-70, 2019.

ANDRADE, H. S.; PESSOA, R. A.; DONIZETE, L. C. V. Fatores relacionados ao desmame precoce do aleitamento materno. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, v. 13, n. 40, p. 1-11, 2018. http://dx.doi.org/10.5712/rbmfc13(40)1698.

CARREIRO, J. A.; FRANCISCO, A. A.; ABRÃO, A.C. F. V.; MARCACINE, K. O.; ABUCHAIM, E. S. V.; COCA, K. P. Dificuldades relacionadas ao aleitamento materno: análise de um serviço especializado em amamentação. Acta Paulista de Enfermagem, v.31, n.4, 2018.

CORTELO, F. M.; MARBA, S. T. M.; CORTELLAZZI, K. L.; AMBROSANO, G. M. B.; GUERRA, L. M.; ALMEIDA, A. C. G.; TOMAR, S. L.; DA SILVA, M. R.; POSSOBON, R. F. Women’s sense of coherence and its association with early weaning. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 94, n 6, 2018.

CORTÉS-RÚA, L; DÍAZ-GRÁVALOS, G. J. Early interruption of breastfeeding. A qualitative study. Enferméria Clínica, v. 29, p. 207-215, 2019.

DALTRO, M. C. S. L.; VALE, U. C; SOUSA, M. N. A.; CASTRO, B. A.; SUÁREZ, L. A. B.; BEZERRA, A. L. D. Fatores que influenciam na interrupção do aleitamento materno exclusivo em nutrizes. Brazilian Journal Of Production Engineering, v. 3, n. 7, p.153-162, 2021. https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i3.35499

DOS SANTOS, J. T; MAKUCH, D. M. V. A prevalência do aleitamento materno exclusivo em crianças de 0 a 6 meses internadas em um hospital pediátrico de Curitiba. Tempus, Actas de Saúde Coletiva, Brasília, v. 11, n. 2, p. 145-158, 2018.

DOS SANTOS N. C.; DE ALMEIDA FILHO, R. B.; MARTINS, D. R. C.; CUBAS, A.; EIRÓ, L. T.; DE PAULA, I. C.; TAMASIA, G. A.; DE SOUZA E SILVA, T. G.; DE SOUZA, A. L. T. Motivos associados à interrupção do aleitamento materno exclusivo até seis meses de idade em lactentes acompanhados em Estratégias de Saúde da Família da cidade de Registro, São Paulo. Revista Ciências em Saúde, v. 10, n.4, p. 62-70, 2020. https://doi.org/10.21876/rcshci.v10i4.987.

FROTA, M. A.; LOPES, M. F.; LIMA, K. F.; SALES, C. O. C. B., DA SILVA, C. A. B. Interfaces of the discontinuation of breastfeeding. Acta Scientiarum, v. 38, n. 1, p. 33-38, 2016.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE/ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Aleitamento materno nos primeiros anos de vida salvaria mais de 820 mil crianças menores de cinco anos em todo o mundo. OPAS Brasil, 2018.

MELLO, N. C.; GÓES, F. G. B.; PEREIRA-ÁVILA, F. M. V.; DE MORAES, J. R. M. M.; DA SILVA, L. F.; SILVA, M. A. Construção e validação de cartilha educativa para dispositivos móveis sobre aleitamento materno. Texto & Contexto – Enfermagem, v. 29, e20180492, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/1980-265x-tce-2018-0492.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Saúde da Criança Aleitamento Materno e Alimentação Complementar. Cadernos de Atenção Básica, Brasília, v. 2, n. 23, 2015.

PEIXOTO, L. O.; DE AZEVEDO, D. V.; BRITTO, L. F.; VASCONCELOS, I. N. “Leite materno é importante”: o que pensam as nutrizes de Fortaleza sobre amamentação. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v.19, n.1, p. 165-172, 2019.

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA SÃO PAULO. Cartilha de amamentação. Santa Casa de Misercórdia, 2018. Disponível em: https://www.santacasasp.org.br/portal/site/pub/12736/cartilha-de-amamentacao#.

SILVA, S.; CORREIA, D.; SEVERO, M.; OLIVEIRA, A.; TORRES, D.; LOPES, C. Early feeding practices and their determinants: national food, nutrition and physical activity survey 2015-2016. Acta Portuguesa de Nutrição, n. 18, p. 06-12, 2019.

Publicado
2021-10-16
Como Citar
Rabelo, F. C. S., & Bachur, T. P. R. (2021). Impactos da interrupção precoce do aleitamento materno para a saúde infantil. Revista Brasileira De Educação E Saúde, 11(2), 285-289. https://doi.org/10.18378/rebes.v11i2.9046
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>